terça-feira, 21 de setembro de 2010

Life-day or Day-life ?

Ontem, eu concluí que o Lópi é mais velho que o Êpa (e nossa irmandade mais eterna que esses dois caras juntos). Ontem, eu gastei meu verão em Paris. Ontem, a canoa furada e purpurinada virou e eu cheguei lá. Ontem mesmo, eu descobri onde é o início do mundo - e é pra lá que eu vou quando eu sentir que é o fim. Ontem eu tive uma tarde de sábado que terminou com uma corrida em disparada da chuva para que ela não marcasse meu sutian. Ontem eu acordei com um telefonema que durou uma par de horas. Ontem, o pedalinho navegou ao ritmo de um sambinha. Ontem, eu bebi tequila, descobri a 8º maravilha do mundo e fiz uma pontuação perfeita. Ontem, eu fiz teatro, estudei por mais de 10 minutos, tive amores de 3 segundos, vi que uma bruxinha pode ser sua irmãzinha, sem (ou com) magia alguma. Ontem, o sorvete de kg teve gosto de "tempo de escola". Ontem, eu ganhei um cavalinho e levei duas mochilas. Ontem, eu caí no meu sonho e senti o narizinho gelado do meu cachorro me despertar. Ontem, eu musicalizei um momento para minha irmã mais velha. Ontem, eu pilotei a 10 km/h, afoguei cinco vezes no sinaleiro e não dei seta na hora de virar. Ontem, eu escrevi um bilhete à la mito de Narciso, e que foi encontrado horinhas depois. Ontem, eu senti como que um abraço pode durar um dia inteiro. Ontem, eu perdi um mil reais e ganhei uma jaqueta que era um pedido para eu ficar. Ontem, eu tomei o chocolate-quente que tinha cheiro de 'gargalhada'. Ontem eu fui uma sinukeira de primeira. Ontem, eu ouvi um super plano de detonar um cara por bilhetinho de escola. Ontem, eu sentei no meio-fio e dividi uma torta de sonho de valsa. Ontem, eu impressionei com o Princípio da Celeridade regendo o meu rito Ordinário. Ontem, às 10h, vi que pai e mãe são": ouro de mina".
Ontem, eu nasci.
Ontem foi um presente pelas companhias que me encheram de 24h.


"Mas nada disso vale falar, porque a estória de um burrinho, como a história de um homem grande, é bem dada no resumo de um só dia de sua vida."
Guimarães Rosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário